Aprendizado Motor na Escoliose Idiopática


Sempre que vamos iniciar um novo tipo de atividade, seja ela esportiva, um idioma, um instrumento musical ou até mesmo dirigir um carro ou uma motocicleta, levamos tempo para adquirir tais habilidades.

Esse tempo é necessário para construir uma trilha de conhecimentos e uma memória de aprendizado que leva tempo para se adquirir e podemos passar toda uma vida para aperfeiçoarmos .

Se pararmos para observar, em cada nova habilidade que queremos dominar existe uma metodologia, um passo a passo para se seguir.

Vamos pegar como exemplo as suas aulas de direção. Volte para o passado e pense na sua primeira aula: A força das mãos com que você segurava o volante, a perna que tremia para dar a pressão ideal nos pedais do freio, embreagem ou acelerador. Você olhava com olhos apreensivos para a sua direita, esquerda, atrás e a sua frente. Você treinava e repetia inúmeras vezes, a baliza, o trajeto no trânsito, olhava para o câmbio da marcha , etc...

Seu corpo todo se contraia para executar tais comandos com perfeição.

O esforço e desgaste físico utilizado em suas primeiras aulas eram enormes.

Agora retorne para o presente e observe que você executa automaticamente esses mesmos movimentos que aprendeu na autoescola por horas e ainda consegue apreciar o ambiente ao seu redor, as pessoas, conversar com o passageiro e não sente o desgaste físico que sentia nas primeiras aulas. O que aconteceu neste processo?

Você aprendeu esta habilidade e com a prática diária, algo que demandava muita energia e treino se tornou automático e o deixou mais habilidoso.

Embora aprender a dirigir seja infinitamente mais fácil do que tratar uma escoliose idiopática, gostamos de mostrar para os pais de nossos pacientes essa analogia para explicar como será o aprendizado de nossos pacientes durante o tratamento.

O fisioterapeuta será seu instrutor, professor e amigo.

A diferença é que ao invés de ensinar o paciente a dirigir um veículo, este ensinará o seu paciente a dirigir o seu próprio corpo de forma coordenada, organizada e individualizada.

Essa habilidade de "dirigir o próprio corpo" também levará tempo para ser adquirida e aperfeiçoada.

Metodologia bem fundamentada, dedicação, persistência e muito trabalho aguardam quem opta por um tratamento conservador com profissionais especializados!








Conteúdo Autoral desenvolvido pelo

Dr. Douglas dos Santos Pinto

77 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo